Estúdio Roxo

O poder da primeira impressão na era digital

06 Ago. 2018
categoria Branding + Design + Web

Se você acha que que aquele marca criada há anos para aquele site que está no ar faz tempo funcionará para sua empresa, leia isto.

Demora menos de dois décimos de segundo para um visitante on-line formar uma primeira opinião sobre a sua marca e leva apenas 2,6 segundos para que os olhos do espectador se concentrem de uma maneira que reforce essa primeira impressão.

Dado esse prazo apertado, fazer uma boa primeira impressão deve estar entre as suas primeiras ordens de negócios. Pensando nisso você e seu estúdio de design devem determinar quais elementos do seu ambiente virtual são mais importantes para aqueles que visualizam as páginas. Existem estudos que pesquisadores usaram um software de rastreamento ocular e uma câmera infravermelha para monitorar os movimentos dos olhos do visitante enquanto examinavam as páginas do site de teste.

A análise do movimento dos olhos obtida a partir dos dados ajudou esses pesquisadores a determinar por quanto tempo as pessoas se concentram em partes específicas de uma página da Web antes de passar para outra parte da página. Essas seções incluíam o menu de navegação, logotipo, fotos, imagens e ícones de mídias sociais. Também é importante a seleção de cores e imagens para o design de uma página da web.

Os participantes do estudo foram solicitados a avaliar sites com base em apelo visual e fatores de design durante uma média de 20 segundos gastos em cada um dos 25 sites. As seções que despertaram mais interesse incluíram:

• Logotipos: os visitantes gastaram cerca de 6,48 segundos com foco nessa parte do site.
• Menus de navegação: os usuários gastam quase tanto tempo (6,44 segundos) estudando o menu em uma página da Web.
• Caixa de pesquisa: essa área manteve a atenção dos visitantes por mais de seis segundos também.
• Links para redes sociais: O fato dos participantes do estudo se concentrarem nos ícones de mídia social por 5,95 segundos revela o quanto é importante para a sua empresa oferecer oportunidades para os clientes se envolverem com sua marca e com outros clientes.
• Imagem principal: os visitantes visualizaram a foto principal ou o gráfico na página por 5,94 segundos.
• Conteúdo escrito: esse elemento ocupou 5,59 segundos do tempo deles.
• Parte inferior da página: Foi aí que os usuários acabaram engajados por cerca de 5,25 segundos naquele local.

Se já passou algum tempo desde a última vez que você visitou seu próprio site, reserve um tempo agora para identificar as três principais coisas que você deseja que os visitantes façam ao visitar seu site. Você pode se surpreender com o que vê.

Hoje, muitas marcas estão resenhando sua identidade visual e revendo o layout de seus sites para se preparar para a era digital e as tendências são os fatores que impulsionam a mudança, que (na maior parte das vezes) impulsionam uma indústria para melhor.

A tecnologia para os sites é um ambiente único que está constantemente mudando e evoluindo, e com isso em mente, aqui encontramos o que acreditamos ser algumas das tendências mais importantes para seu site ficar por dentro da era digital:

1. Mais marcas adotam uma abordagem mobile-first

Como o nome sugere, o design mobile-first é o processo de projetar para dispositivos móveis (ou menores) antes de trabalhar para os maiores.

A abordagem mobile-first para design não é novidade em 2018 e já existe há alguns anos, mas com telefones celulares agora oficialmente nomeados como os principais dispositivos usados para navegar na web, especialmente aqui no Brasil, mais empresas são percebendo a importância de ter um site que ofereça conteúdo em uma tela menor. O conteúdo é projetado para caber em dispositivos móveis e de tela menor primeiro e, em seguida, você trabalha em direção aos dispositivos de tela maior.

Design e efeitos visuais à parte, o modelo mobile-first e as restrições que ele traz é uma maneira útil para as marcas realmente considerarem o conteúdo e a mensagem que desejam comunicar.

Smartphones (na maioria das vezes) vêm com telas significativamente menores que tablets e desktops, o que limita a quantidade de conteúdo que um usuário pode ver facilmente de uma só vez. Isso força as marcas a eliminar qualquer informação ou conteúdo que não seja 100% necessário, permitindo que eles a adicionem, juntamente com os recursos visuais adicionais para os usuários, à medida que eles mudam para dispositivos com telas maiores.

2. Design responsivo

Sabemos o que você está pensando: primeiro o primeiro celular e agora o design responsivo? Nenhum destes é novo em 2018!

Embora o design responsivo também seja algo que já existe há alguns anos, o que acontece é uma aceitação ainda maior do número de marcas, grandes e pequenas, que estão criando sites com base em respostas.

Para aqueles que não sabem o que é design responsivo, é essencialmente uma abordagem para criar um site com layouts / grades flexíveis para criar um site único e dinâmico que ajusta e reajusta seu conteúdo para melhor exibição em vários tamanhos dispositivos.

Um dos bônus do design responsivo é que ele permite que as empresas paguem por apenas um único site, o que efetivamente fornece conteúdo em dispositivos móveis e tablets, até laptops e desktops com tela grande.

3. Padrões e Estruturas de Design

A abordagem mobile-first e responsiva ao web design, assim como a crescente popularidade do WordPress e de temas pré-desenhados, teve um impacto perceptível nos site de hoje.

O que estamos começando a ver cada vez mais é que os padrões de interface do usuário e de experiência do usuário surgem na Web, onde muitos sites parecem e funcionam de maneiras muito semelhantes à medida que aprendem uns com os outros para aprimorar a experiência do usuário.

Não vamos nos aprofundar no argumento de que todos os sites agora estão começando a parecer “iguais”, mas, em vez disso, observar como esses padrões consistentes de interface do usuário e experiência do usuário estão levando a Web a se tornar um local mais consistente e fácil de usar.

Com tanta concorrência on-line hoje para marcas de todos os setores, elas não podem assumir grandes riscos na jornada do usuário, e se esses padrões e princípios testados e aprovados funcionarem, faz sentido usá-los (quando apropriado!) para melhorar seu site.

4. Ilustrações sob medida

As ilustrações são mídias fantásticas e versáteis para criar visuais que são lúdicos e amigáveis e adicionam um elemento de diversão a um site. Ilustradores talentosos são capazes de criar ilustrações que são cheias de personalidade e adaptadas para combinar com o tom da marca, algo que as marcas estão se esforçando mais do que nunca em um mercado cada vez mais lotado.

Com um estilo único de ilustração estabelecido, as marcas são capazes de fazer isso através de toda a sua identidade, para uso em grandes imagens de cabeçalho, iconografia personalizada e lindamente animado

5. Tipografia grande, arrojada e bonita

A tipografia também é um poderoso meio visual, capaz de criar personalidade, evocar emoções e definir o tom. À medida que as resoluções de dispositivos se tornam mais nítidas e o tipo se torna mais fácil de ler na tela, as marcas querem aumentar ainda mais os limites da tipografia para atrair seus usuários.

6. Fotografia autêntica

A fotografia sempre será uma estada principal dentro do design e design da web em geral, mas, como mencionado anteriormente, as pessoas desejam autenticidade das marcas que usam e conhecem uma foto em estoque quando vêem uma.

Marcas e designers agora estarão pensando com mais cuidado nas imagens que usam no site, contratando fotógrafos profissionais para tirar suas fotos, enquadrando-as da maneira que elas querem ser vistas.

7. Vídeo se torna rei

Dizem que uma imagem vale mais que mil palavras, mas um vídeo faz isso dez vezes. Uma imagem em movimento em uma página captura instantaneamente a atenção do usuário, atraindo-o para que as marcas consigam transmitir sua narrativa e mensagem cuidadosamente construídas.

O vídeo, embora não seja de forma alguma novo, é um meio versátil e de longa data, útil para contar histórias, marketing e vlogging, e tem várias vantagens em relação à fotografia tradicional. Onde as imagens estáticas são planas e imóveis, o vídeo é mais dinâmico, usando som e movimento para atrair os sentidos e manter a atenção por mais tempo.

8. Cores Corajosas

Hoje em dia mais marcas estão sendo mais corajosas em sua abordagem ao uso de cores, como estamos vendo com saturação excessiva, tons vibrantes e um ressurgimento no uso de cores gradientes. Isso, em parte, é ajudado por avanços tecnológicos em monitores e dispositivos com telas mais aptas a reproduzir cores mais ricas.

O uso de cores mais fortes em web design é útil para atrair a atenção dos usuários, mas também é um significante de mudança para as marcas, já que muitos fazem um esforço consciente para tentar coisas novas e inovadoras, afastando-se do estabelecido anteriormente, práticas de ‘aposta segura’.

Um bom exemplo disso é com a recente atualização do Spotify para a marca, passando da cor verde bem estabelecida e “mais segura” para um tom mais vívido.

Embora a estética atual tenha sido recebida com críticas mistas, a marca de streaming de música justificou-a como uma mudança necessária, uma vez que mudaram seu foco de marca e reputação de uma empresa essencialmente “techy” para uma marca puramente focada na música.

9. Rolagem inovadora e paralaxe

A rolagem, antes reservada para ir do topo de uma página até o final, está sendo usada em capacidades mais criativas para fornecer conteúdo on-line. Onde os designers no passado estavam preocupados em manter o conteúdo mais importante “acima da dobra”, estamos vendo essa noção antiquada desaparecer, já que “a dobra” agora é mais difícil de definir, já que os usuários estão visualizando o conteúdo das telas de todos tamanhos e resoluções diferentes.

Rolagem é uma mecânica versátil que (quando bem executada) pode funcionar muito bem com todas as variedades de entrega de conteúdo. Ele funciona com conteúdo baseado em vídeo, onde grandes vídeos em tela cheia são reproduzidos e pausados enquanto o usuário rola, além de conteúdo estático, que pode animar, mover ou alterar dependendo da entrada do usuário.

10. Faça o que eu digo

Para qualquer negócio na Internet, os botões “call to action” (CTAs) são uma porta de entrada crucial para conversões e vendas bem-sucedidas. Com os melhores botões de call to action, você pode não apenas ver conversões melhores e vendas mais altas, mas as outras partes de sua organização também poderão fazer melhor o trabalho deles.

Conclusão

Existem centenas de “tendências” acontecendo em qualquer indústria de criatividade a qualquer momento, e é difícil apontar cada uma delas, mas acreditamos que as acima são algumas das mais centrais para se focar na hora de criar um site.

Como com todas as tendências, os pontos acima surgiram por um bom motivo; Como criativos e inteligentes pensadores em todo o mundo, todos aprenderam e emprestaram um ao outro para formar padrões similares que vemos emergirem online hoje. Nem todas essas tendências podem ser relevantes para você e seu conteúdo, mas é sempre benéfico saber o que está acontecendo na indústria e ver onde você pode melhorar para se desenvolver e progredir.

Há infinitas estratégias que podem ser aplicadas para sua empresa. O Estúdio Roxo pode te ajudar com isso. Vem ser Roxo com a gente.

Veja também!

Branding + Design + Marketing
Harley-Davidson: mais que uma marca, um estilo de vida.

Ame ou os odeie, Harley-Davidson é a marca mais evocativa do mundo. Muitas vezes questionada pelo seu valor superest...

Ame ou os odeie, Harley-Davidson é a marca mais evo...

24 Jan. 2018 - por Adriano Frachetta
Branding + Design
Rebranding: como ser inteligente e estratégico.

Há muitas razões pelas quais uma organização precisa de um rebranding, com os processos certos e a mentalidade ce...

Há muitas razões pelas quais uma organização pre...

15 Feb. 2018 - por Adriano Frachetta
Branding + Marketing
Branding: Quando a marca vira sinônimo do produto?

Provavelmente, ao fazer sua higiene pessoal, você pegou um cotonete para limpar os ouvidos ou utilizou um Bombril pa...

Provavelmente, ao fazer sua higiene pessoal, você p...

23 Jan. 2018 - por Adriano Frachetta

© 2012-2018 Estúdio Roxo - Todos os direitos reservados.