Branding

Branding não é só sobre a marca. É sobre a qualidade das relações que ela constrói.

Dizem que o ativo mais importante que uma empresa pode ter hoje em dia é a atenção do seu consumidor. Mais do que isso, nós, do Estúdio Roxo, acreditamos que o ativo mais importante que uma empresa pode ter é o relacionamento com o seu cliente.

A atenção é algo passageiro, fugaz, que pode ser perdida facilmente devido à quantidade de distrações disponíveis. Já o relacionamento, quando construído com autenticidade, confiança e inteligência, pode durar anos a fio ou até mesmo ser perene. E uma coisa é certa: construir relacionamentos duradouros já não é apenas mais uma estratégia de gestão; é uma estratégia de sobrevivência!

Vários são os benefícios de investir no branding para relacionamento. Entre eles estão:

– Aumento da credibilidade;

– Melhora da comunicação com o público;

– Alavanca a quantidade de compradores fiéis;

– Garante participação de mercado no futuro;

– Agrega valor para a marca.

Há alguns anos, marcas nada mais eram que objetos ou conceitos e nossa relação com elas era algo utilitário. Uma marca servia apenas para fazermos a distinção entre um produto e outro. Logo, surgiram inúmeras.

Para se diferenciarem, as marcas passaram a investir no relacionamento, de uma forma mais humanizada, pessoal e interativa, buscando engajamento e, consequentemente, fidelização.

Lovermarks

Uma “lovemark”, uma marca amada, é aquela que cria conexão entre a empresa, seus colaboradores e clientes. Para criar uma conexão emocional com pessoas e instigar a “fidelidade além da razão”, as empresas precisam se posicionar de maneira diferente.

Publicada em 2016, a pesquisa “The Love Index” coletou dados de mais de 26 mil consumidores nos Estados Unidos, Reino Unido e Brasil para entender as razões pelas quais as pessoas amam uma marca e o que sustenta esse amor.

Entre as principais características de uma marca amada estão:

– Divertida – a marca é capaz de prender a atenção de maneira lúdica;

– Relevante – provê informações claras, personalizadas, que façam sentido para os consumidores;

– Engajante – identifica com as necessidades das pessoas e se molda às expectativas delas;

– Social – incentiva a conexão com outras pessoas;

– Útil – é eficiente, simples e se adapta ao longo do tempo.

Uma outra pesquisa, realizada em 2018 pela Oath, subsidiária da Verizon, revelou que exceder expectativas, definir tendências, compartilhar valores, construir confiança, elevar experiências e respeitar os consumidores são os seis principais fatores que definem o que faz um consumidor amar as empresas.

E não importa quantas pesquisas olharmos, todos indicarão que tudo gira em torno de relacionamento. Este relacionamento entre marcas e pessoas é criado por meio do branding. É um processo que se constrói aos poucos, no dia a dia, na experiência das pessoas que se relacionam com a organização.

Essa experiência é materializada na interação com os pontos de contato da marca. Tudo é ponto de contato: um vídeo no youtube, um post no blog, uma ação promocional em um shopping, o logo, a embalagem… E as pessoas envolvidas na organização são fundamentais neste processo, já que é por meio de pessoas que as marcas se tornam mais reais, mais humanas.

Ao ser atendido por alguém em uma loja, além dos pontos de contato visuais e sensitivos, a maneira como o atendente acolhe o consumidor fará toda a diferença em sua percepção da marca.

Todo o público interno, independente da hierarquia, precisa ter a consciência de que suas atitudes fazem parte da organização e refletem diretamente na reputação da marca, podendo contribuir tanto para seu sucesso quanto para seu fracasso.

Sendo assim, as estratégias de uma organização devem ser pensadas em função de tangibilizar a essência da marca para todos os públicos que se relacionam com ela – cada um à sua maneira.

Redes Sociais

Uma das grandes responsáveis pela necessidade de aprimorar o relacionamento com o público foi a popularização das redes sociais, que colocaram as pessoas no mesmo nível das marcas, deixando a conversa mais pessoal.

Por meio dos dados gerados pelo relacionamento nas mídias sociais, é possível conhecer mais sobre os hábitos de cada pessoa e, com isso, produzir uma comunicação mais personalizada, trazendo a pessoa para mais perto da marca.

Além disso, as redes sociais colocarem em cena os influenciadores digitais. Com milhões de seguidores e usufruindo de grande reputação, as marcas perceberam que as parcerias com as celebridades das redes geram não apenas aumento das vendas, como também melhoraram sua reputação e relacionamento com os internautas.

E falando de credibilidade, o Values Institute, responsável por uma pesquisa com 1.200 consumidores, identificou cinco pontos que influenciam na confiabilidade de uma marca:

– Habilidade (ligada à performance da empresa);

– Preocupação (cuidado com os clientes, empregados e com a comunidade);

– Conexão (compartilhar dos mesmos valores que os consumidores);

– Consistência (segurança dos produtos ou serviços);

– Sinceridade (abertura e honestidade).

Cases

– Coca-Cola: desde a sua criação, a promessa da maior fabricante de bebidas do mundo é encantar consumidores. Tudo o que a empresa faz é inspirado na ideia de como promover, desenvolver e criar felicidade. A Coca-Cola leva essa mensagem para todos os pontos de contato com o cliente, desde a fanpage no Facebook até as máquinas de venda.

– Fedex: além de oferecer um serviço confiável, a organização conquistou confiança através de iniciativas como a campanha “We Understand”, que elevaram a visão da marca ao reconhecer que não fazem apenas a logística de transportar pacotes e caixas, e sim cuidam dos tesouros das pessoas e de que o conteúdo desses pacotes valem muito para os clientes.

– Nike: “Se você tem um corpo, você é um atleta”. É essa mensagem inspiradora que conecta a empresa de roupas de exercício e os consumidores. A Nike sempre foi extremamente focada no consumidor, com uma abordagem abrangente que a faz ser relevante para atletas de alto nível e pessoas comuns ao mesmo tempo. Tem a ver com empoderamento pessoal e auto realização, e a marca realmente convida todo mundo a cumprir seu slogan ‘Just Do It’.

Você quer criar um relacionamento autêntico, duradouro e eficiente com seu público? Então vem ser Roxo com a gente!


Por

Adriano Frachetta | Estúdio Roxo