Estúdio Roxo

Branding: de onde vêm as ideias para criação e inovação.

23 Ago. 2019
categoria Branding + Marketing + Web

De onde as ideias vêm? Como as empresas criam o máximo de ideias possíveis? Três quartos das ideias não se originam dentro das empresas. As pessoas são acima de tudo criativas e têm momentos de inspiração quando estão numa situação relaxada ou inspiradora, por exemplo, na natureza, quando viaja ou simplesmente em casa.

Normalmente são através de dificuldades em nosso dia a dia que criamos as ideias mais incríveis a fim de solucionar todo tipo de problema. Por exemplo, foi pensando em economizar tempo que os sistemas Drive-thru foram inventados e foi pensando em resolver parte da mobilidade urbana que a Uber revolucionou o mercado.

E quando a invenção é tão fundamental que você não se imagina antes dela? Por exemplo: você imagina a internet antes do Google?

Os funcionários são a fonte mais importante de ideias

Os funcionários são o recurso mais importante para gerar ideias. Eles estão próximos dos processos, produtos e clientes, conhecem-nos melhor e, portanto, são capazes de identificar potencial para melhoria e inovação, também desempenham um papel muito importante quando se trata de ideias de fontes externa. Isso ocorre porque eles são a interface entre os pensadores externos e o processo interno de inovação. Eles enriquecem a ideia com o conhecimento contextual interno necessário para desenvolver uma ideia relevante para a empresa. E eles garantem que ideias externas possam se encaixar no processo de inovação, desenvolvendo, submetendo e rastreando-as ainda mais.

Outras fontes importantes de ideias são clientes e usuários. Especialmente quando se trata de novos produtos e serviços, os impulsos dos usuários e tomadores de decisão sobre suas necessidades e exigências são os impulsos mais valiosos para as inovações.

Quando inovação acontece

Alexander Fleming, que passou a década de 1920 trabalhando com bactérias no Hospital St. Mary, em Londres, realizou um procedimento com estafilococos, separou em um local e foi para as férias de verão. Quando ele retornou, percebeu que as bactérias não haviam se reproduzido perto do fungo. Essa foi a descoberta da penicilina.

Esse princípio da descoberta acidental de algo novo que não foi originalmente buscado é chamado de princípio da serendipidade. Outros exemplos famosos incluem a descoberta da América ou a invenção do Viagra.

Porém as empresas não podem confiar no fato de que, coincidentemente, algo novo e inovador surge ou é descoberto. O processo de encontrar inovação deve ser sistematizado. No entanto, as empresas devem trabalhar nas condições de enquadramento para que flashes de inspiração possam atacar e ideias possam florescer. Medidas importantes incluem o seguinte, por exemplo:

– As melhores ideias nascem em mais de uma cabeça. O intercâmbio e a comunicação entre os funcionários devem, portanto, ser promovidos através de estruturas de escritórios abertos, zonas de reunião, reuniões e workshops, etc.
– Criatividade também é incentivada através de treinamento e informação. O novo conhecimento inspira e gera novas ideias.
– Um ponto importante é, obviamente, a cultura de inovação positiva, em que as ideias são bem-vindas e impulsionadas com compromisso.
– E, é claro, também requer estruturas como um sistema de gerenciamento de ideias, em que ideias podem ser introduzidas e processadas.

Produzindo ideias sistematicamente

Ativar e promover a produção contínua de ideias oferece muitas oportunidades e pontos de partida para soluções, melhorias e inovações. Um potencial que definitivamente não pode ser deixado inexplorado.

Além disso, as ideias também devem ser sistematicamente desenvolvidas. Embora “deixar as ideias acontecerem” seja geralmente espontâneo e não tematicamente focado, também requer uma produção estratégica e direcionada de ideias de acordo com os objetivos e tópicos do roteiro de inovação. É aqui que entram os métodos famosos de criatividade e inovação.

Gerando ideias com técnicas de criatividade

Se você está procurando por uma solução de problema específica ou um novo produto, você é melhor com métodos de criatividade e inovação.

O método mais popular é o brainstorming. Um grupo recolhe ideias em conjunto, seja em cartões, quadro branco, flipchart ou com uma ferramenta online. Quatro regras básicas importantes devem ser observadas:

– O maior número possível de ideias num curto espaço de tempo (quantidade antes da qualidade).
– Tudo é bem vindo. Quanto mais incomum, melhor.
– Pegando e girando ideias.
– Nenhuma crítica na fase de brainstorming.

As ferramentas de brainstorming online podem ser uma maneira alternativa de escapar desses processos dinâmicos em grupo. Estes oferecem muitas vantagens e a documentação simples e o processamento posterior das ideias, mas eles ainda não podem compensar as vantagens da cooperação cara-a-cara.

Afinal, de onde as ideias vem?

Ideias são geradas em todos os lugares e a qualquer momento. No verdadeiro sentido da palavra, uma organização só precisa abrir as mãos e capturá-las. O empregado é sempre o ator central. As condições estruturais, cultura e estrutura são para promover o desenvolvimento de ideias e um tratamento eficaz. No entanto, a geração de ideias não deve ser apenas deixada ao acaso, mas também sistematicamente buscada e desenvolvida de acordo com objetivos estratégicos.

Quer ter uma boa ideia? Vem ser Roxo com a gente.

Veja também!

Branding + Marketing + Web
O futuro é fluido: por dentro das marcas mutantes

Seja uma startup do Vale do Silício ou uma padaria familiar, uma empresa que passa por um rebranding de marca alavan...

Seja uma startup do Vale do Silício ou uma padaria ...

06 Aug. 2018 - por Adriano Frachetta
Branding
Porque registrar sua marca é tão importante para o seu negócio

Os empresários são constantemente confrontados com desafios. Um dos primeiros desafios quando você pensa em criar ...

Os empresários são constantemente confrontados com...

03 Jan. 2019 - por Adriano Frachetta
Branding + Marketing
Posicionamento: Faça sua marca ser lembrada.

O que é pior: ninguém saber que sua marca existe ou ninguém gostar de sua marca? Eu diria que é melhor ter uma ma...

O que é pior: ninguém saber que sua marca existe o...

06 Aug. 2018 - por Adriano Frachetta

© 2012-2019 Estúdio Roxo - Todos os direitos reservados.