Estúdio Roxo

Branding de Sustentabilidade: Dengo e o chocolate com sabor de mudar o mundo

21 Out. 2019
categoria Branding + Marketing

“Chegamos para preparar terreno. Para contribuir que produtores vivam bem em suas terras. Para que nossas florestas sejam conservadas. E para que as pessoas descubram a melhor combinação entre saúde e sabor. Isso só é possível quando aproximamos quem produz de quem consome e reconectamos os brasileiros com suas origens” – Trecho do manifesto da Dengo.

Sustentabilidade é uma das principais palavras de ordem deste milênio. Prova disso é que o conceito de sustentabilidade já transcendeu as áreas ambiental e social e foi incorporada às boas práticas e políticas organizacionais de milhares de empresas mundo afora. O Branding de Sustentabilidade sem sendo usado com sucesso como uma estratégia para distinguir e aumentar a reputação dessas corporações.

Contudo, ainda são poucas as empresas (principalmente no Brasil) criadas partir de uma filosofia 100% calcada na conservação do meio ambiente e na produção consciente. A Dengo Chocolates, que tem a sustentabilidade em seu DNA, é uma honrosa exceção.

Como eles mesmos definem, a empresa nasceu em 2017 a partir de um sonho: fazer chocolate de um jeito novo que combina prazer com propósito. Prazer porque envolve produzir um chocolate incrivelmente gostoso elaborado com o melhor cacau brasileiro, em receitas que levam mais cacau e menos açúcar. Propósito porque seus fornecedores são uma rede de pequenos e médios produtores localizados na Bahia que cultiva cacau de qualidade de forma consciente, gerando riqueza e ao mesmo tempo conservando o meio ambiente.

Sustentabilidade como conceito de negócio

A Dengo lembra muito os conceitos da Natura e não é por acaso. O criador da empresa é Guilherme Leal, um dos donos da empresa de cosmético, e seu presidente é Estevan Sartoreli, que trabalhou por 12 anos no marketing da companhia. A dupla deseja, além de oferecer um chocolate de qualidade, fazer com que o negócio gere impacto social. Ou seja, leve mais renda para o produtor rural, valorizando o cultivo sustentável e resgatando o orgulho de “viver da terra”.

A Dengo segue a tendência mundial do “chocolate bean to bar” artesanal, de trazer o cacau diretamente do produtor. Isso é importante pois as duas primeiras etapas na produção do chocolate (a fermentação e a secagem dos grãos de cacau) são feitas ainda nas fazendas e isso faz bastante diferença no resultado final do chocolate.

Além de barras de chocolate de origem com diferentes teores de cacau (de 36% a 75%), o portfólio assinado pela chocolateira Luciana Lobo (ex-Cau) destaca bombons com frutas brasileiras, as “pepitas” – amêndoas de cacau torradas e drageadas, e os “quebra-quebras” – grandes placas de chocolate com recheios variados vendidas a granel. Todos os chocolates são produzidos sem adição de essências, aromas ou químicos desnecessários ou qualquer tipo de gordura hidrogenada, apenas a pura manteiga do cacau.

Além do chocolate, que é o carro-chefe da empresa, a Dengo também comercializa café, seguindo os mesmos princípios e usando uma cadeia de pequenos produtores de Minas Gerais e São Paulo.

Com o compromisso de capacitar o produtor rural e pagar o melhor preço no mercado brasileiro para as amêndoas e grãos de qualidade, a Dengo tem por objetivo melhorar a reputação do cacau e do café nacionais e contribuir para a transformação da vida das pessoas que se dedicam ao seu cultivo.

Com uma rede integrada, que elimina intermediários, a Dengo já tem mais de 120 produtores conectados e comprova que é possível fazer diferente e criar modelos sustentáveis que compartilham valor em sua cadeia.

Além de valorizar o cultivo responsável, a empresa também propaga o consumo consciente. A venda de produtos a granel, por exemplo, diminui o uso de embalagens. As amêndoas do cacau que se quebram durante o descascamento manual são trituradas e comercializadas como “nibs” e a própria casca é utilizada para o preparo de chá.

Branding de Sustentabilidade

O conceito da sustentabilidade permeia toda a estratégia de branding da marca. Todos os pontos de contato, logo, lojas, embalagens, campanhas e canais de comunicação enaltecem o foco na produtividade sustentável, no cuidado com o meio ambiente, na atenção aos mínimos detalhes.

O nome, por exemplo. Dengo foi escolhido por ser uma palavra tipicamente brasileira, assim como o cacau e o café. Ela pode servir para expressar vários sentimentos, como carinho, cuidado, afeto, troca, presente. Dengo traduz as associações positivas (valorizar o pequeno e médio produtores, a qualidade de nossos produtos naturais, a preservação do ambiente) que a marca acredita.

Adepta do storytelling, a Dengo investe no poder de envolvimento da sua história, não a história do ponto de vista cronológico (já que a empresa tem pouco mais de 2 anos), mas sim do ponto de vista de valor, da essência revolucionária que gerou uma empresa que quer transformar o mundo, para criar um forte elo entre a marca e seus consumidores e admiradores.

Além disso, no site da Dengo é possível encontrar a história real de dezenas de seus produtores parceiros, que compartilham suas vivências, sonhos e valores. Assim, de produtores, eles são alçados ao papel de protagonistas, uma forma da empresa reconhecer a importância de cada um deles.

Os consumidores da marca entendem a beleza e esforço por trás de todo o processo de produção, do plantio do cacau e do café até chegar à mesa do consumidor. Por isso não reclamam em pagar um pouco mais do que a média de mercado por esses produtos, pois entende que está investido em algo sofisticado, prazeroso e que defende uma causa. Uma causa com sabor verdadeiro.

Além das fotos magistrais dos chocolates em suas embalagens, o site é fartamente ilustrado por imagens de cacau, café, fazendas, árvores, florestas e pessoas simples, reforçando visualmente todo o conceito que está na base da marca.


Nas lojas físicas, predomina a cor marrom, adornada por uma elegante contraluz amarela, e a decoração e mobiliário é toda em madeira. O aroma do chocolate e do café contribuem para criar uma atmosfera única, uma sensação de estar na fazenda mas com uma ambientação contemporânea, minimalista.

As embalagens dos chocolates são um espetáculo à parte. Fortemente inspiradas nas fazendas e no meio ambiente, usam especialmente as cores marrom, amarelo e verde, e chamam a atenção pelo capricho do acabamento. As embalagens do café reforçam a importância dos produtores, estampando a foto do dono da fazenda de onde ele foi produzido.

Por fim, a Dengo é a prova que uma marca pode ser sustentável e lucrativa, sem degradar o meio ambiente, privilegiar só os maiores fornecedores e usar produtos baratos e artificiais. E mais do que isso, é a prova que a sustentabilidade pode permear toda a estratégia de branding, conferindo um grande diferencial à empresa.

Por isso, o Estúdio Roxo, assim como a marca, defende um mundo com muito mais dengo.

Vem ser Roxo com a gente!

Veja também!

Branding + Marketing
Marcas se conectam melhor com os clientes quando promovem experiências.

A grande mudança no comportamento dos consumidores brasileiros foi nos anos 90 com o grande Boom da internet no Br...

A grande mudança no comportamento dos consumidore...

13 Dec. 2017 - por Adriano Frachetta
Branding + Design + Marketing
O poder da Ilustração na hora de se conectar com seus clientes.

Quando se trata de design, o que faz as pessoas felizes é se sentir conectado, inteligente e criativo. A ilustraçã...

Quando se trata de design, o que faz as pessoas feli...

09 May. 2018 - por Adriano Frachetta
Branding + Design + Marketing
5 razões pelas quais é importante ter uma marca forte para sua empresa.

Muito mais que um logotipo memorável, uma boa estratégia de branding aumenta o valor de uma empresa, fornece aos fu...

Muito mais que um logotipo memorável, uma boa estra...

17 Feb. 2018 - por Adriano Frachetta

© 2012-2019 Estúdio Roxo - Todos os direitos reservados.