Estúdio Roxo

Como criar uma marca para sua empresa

01 Nov. 2018
categoria Branding + Design + Marketing

Criar um logotipo para sua empresa significa destilar o significado e a essência de sua empresa em um elemento visual que pode transmitir sua personalidade em uma fração de segundo.

Como a representação mais reconhecível de qualquer empresa, os logotipos ajudam você a se conectar com seu público-alvo. Isso significa que aprender a criar um logotipo que não apenas identifica sua empresa, mas que se torna um ativo valioso e crucial em sua estratégia de marca.

A criação do logotipo é o primeiro passo para a estruturação da identidade visual, e há mais envolvimento nesse processo do que colocar um nome em uma forma e chamá-lo de logo. Criar um logotipo de marca é uma enorme responsabilidade, pois significa encontrar um meio visual para comunicar de forma rápida e eficaz os ideais da empresa.

Seu logotipo é sua primeira chance de impressionar seu público-alvo – que pode influenciar sua percepção e as interações que tem com sua empresa para sempre. Em um mercado tão competitivo, escolher um design que seja poderoso com cores e formas que transpareçam a mentalidade de atuação da empresa para atrair, engajar e inspirar, isso sim é a grande sacada de branding para as empresas do futuro.

Em um mundo que já é coberto por logotipos memoráveis, como você cria um que tenha o impacto certo no seu público-alvo? Essa é a pergunta que vamos tentar responder aqui …

Criar o logotipo ideal não é fácil, mas neste artigo, vamos dar alguns passos simples, algumas informações importantes e muitos conselhos para ajudá-lo a começar no caminho certo.

Tipos para escolher – Qual o seu?

Aprender a criar um logotipo de marca significa entender quais opções você tem que escolher. Existem vários “estilos” de logotipos disponíveis, e a maioria das empresas vai brincar com várias opções antes de escolher o design final.

Embora a maioria dos logotipos seja uma combinação de imagens, gráficos e tipografia, vale a pena observar que todos os estilos afetam sua marca de uma forma única. Como o seu logotipo geralmente é a primeira coisa que um novo cliente verá, você precisa ter certeza de que está certo. Os estilos da maioria dos logotipos podem ser divididos em quatro categorias distintas:

Tipo 1: Wondermark – o nome da marca

WonderMark envolve o uso do nome da própria empresa em um tipo específico de fonte. A melhor maneira de aproveitar ao máximo o seu wordmark é com uma fonte personalizada que pode funcionar como parte de sua estratégia de reconhecimento de marca. Exemplos famosos incluem Disney, Coca-Cola, Facebook e Google.

Wondermark pode ser uma ótima opção para um negócio de em fase inicial porque ajuda a espalhar seu nome em toda a sua indústria. Também transmite uma sensação de estabilidade e confiança. No entanto, um nome longo pode ser difícil para o seu público lembrar.

Tipo 2: Lettermark

Semelhante a uma marca de palavras, a marca de letra, ou “logotipo do monograma”, é outra solução baseada em texto para criar um logotipo da marca, com base nas iniciais da empresa, em vez do nome completo. Alguns exemplos famosos incluem CNN, IGN, HBO e até mesmo a NASA.

Um logotipo de monograma é muitas vezes a escolha ideal para empresas que têm nomes longos demais para lembrar ou pronunciar facilmente.

Tipo 3: Símbolo

Conhecido por alguns como um logotipo “pictórico”, a marca não contém texto algum. Em vez disso, trata-se de criar um logotipo de marca com uma imagem, símbolo ou ícone que represente a natureza fundamental da marca. Considere a silhueta da Apple, por exemplo, o pássaro do Twitter ou o Nike Swoosh.

Uma marca é ótima para construir relacionamentos com um público porque o cérebro responde melhor às imagens do que ao texto escrito. No entanto, o valor de uma marca depende da capacidade do seu público de perceber o que a imagem significa.

Tipo 3: Combination Mark – a marca de combinação

Como o nome sugere, um logotipo de combinação usa símbolos e palavras. Exemplos famosos incluem Microsoft, Doritos, Xbox, Adidas e McDonald’s. Conhecido por alguns como logotipos “icônicos”, esses elementos visuais focam na criação de um logotipo de marca que combina criatividade com clareza.

Este tipo tem um nome de marca e uma imagem, e pode estabelecer uma conexão emocional com seu público-alvo, ao mesmo tempo em que melhora a conscientização e o reconhecimento. Além disso, a complexidade desses logotipos os torna muito mais fáceis de registrar.

Tipo 4: o emblema

Finalmente, da mesma forma que uma marca de combinação, um emblema envolve símbolos e texto, mas, nesses casos, o texto está localizado dentro do símbolo. Por exemplo: Ford, Starbucks, UPS e NFL.

Um emblema é uma solução menos flexível para criar um logotipo do que uma marca de combinação, porque os elementos são mais difíceis de separar. No entanto, eles podem oferecer um ar de autoridade e história para uma marca moderna.

Vamos começar

Ok, então você sabe quais “estilos” de logotipo você tem que escolher. Agora, você só precisa se concentrar em tornar seu logotipo o mais eficaz possível. Embora a criação de um logotipo seja uma experiência subjetiva, as marcas mais eficazes precisam ser:

Simples: logotipos simples são mais fáceis de reconhecer e lembrar.
Memoráveis: os melhores logotipos distinguem a sua marca e distinguem-no como único.
Atemporal: um logotipo precisa ser capaz de evoluir e se adaptar às tendências.
Versátil: um logotipo deve estar disponível em vários tamanhos, cores e mídias.
Adequado: grandes logotipos são adequados para o público-alvo da marca.

Antes de começar a desenhar ou recorrer a especialistas para obter ajuda sobre como criar um logotipo, você precisa estabelecer um plano de ação que leve cada um desses elementos em consideração. Isso significa projetar uma “estratégia de logotipo da marca”. Para informar sua estratégia, siga estas etapas:

Etapa 1: pesquisa

A pesquisa é essencial para qualquer processo de marca. Não apenas você precisa examinar os logotipos de tendências em seu espaço para decidir como você deve começar seu próprio projeto, mas também precisa descobrir como você pode se diferenciar de seus concorrentes. Você precisará se inspirar nos concorrentes que conquistaram seguidores leais com seus logotipos, sem simplesmente copiar suas ideias. Ao mesmo tempo, você também precisará pesquisar seus clientes e suas preferências para ajudar a tornar seu design mais atraente.

Etapa 2: envie sua mensagem de marca

Seu logotipo é a maneira visual de retratar a sua empresa. Em outras palavras, você precisa se certificar de que é evocativo da mensagem ou da história da sua marca. Tente posicionar sua empresa usando um logotipo que descreva sua personalidade e abordagem exclusivas para os negócios. Por exemplo, o Nike swoosh transmite velocidade e confiança, que é exatamente o que a Nike se esforça para oferecer a seus clientes.

Etapa3: Seja consistente

Ao criar um logotipo, é importante lembrar que a marca da sua empresa não existe em uma redoma. Ele precisa se conectar perfeitamente aos outros aspectos da identidade da sua marca, incluindo seu nome, sua personalidade e até mesmo as cores do seu negócio.

Criando um logotipo que se conecte com seus clientes

Para muitas empresas, um logotipo pode ser o elemento que determina quais clientes fazem negócios com sua organização e quais vão para outro lugar. Se seu cliente ideal pode se conectar com a imagem, a tipografia ou as cores que você usou na criação de um logotipo, é mais provável que ele mostre lealdade à sua marca.

Embora a maioria das empresas saiba o quanto é importante encontrar o logotipo certo para o mix de marketing, Em um mercado tão competitivo, escolher um design que seja poderoso com cores e formas que transpareçam a mentalidade de atuação da empresa para atrair, engajar e inspirar, isso sim é a grande sacada de branding para as empresas do futuro. Felizmente, as dicas a seguir devem ajudar.

1 Coloque a simplicidade primeiro

Criar um logotipo é emocionante. Pode ser tentador se deixar levar por coisas como gradientes de cor e sombras que parecem tornar sua imagem mais interessante. No entanto, se você for longe demais, seu cliente não terá ideia do tipo de mensagem que você está tentando enviar com seu design. Muitos elementos complicados distraem a ideia central do logotipo.

Olhe para o logo da Microsoft Windows, por exemplo. Embora a marca tenha evoluído várias vezes ao longo dos anos, seu design de logotipo mais recente é o mais simples deles, oferecendo uma mudança moderna em relação aos logotipos mais complexos que vieram antes. Como uma empresa que vende inovação digital, o logotipo simples e limpo do Windows ajuda a representar a clareza que a marca dá a seus usuários.

2 Faça o seu logotipo funcional

O logotipo que você cria deve ser tão claro e bonito em um cartão de visita, quanto em seu site, sua embalagem e até mesmo em seus aplicativos móveis.

A Uber, por exemplo, recentemente redesenhou seu logotipo para capturar melhor a atenção de seu público. Como eles sabiam que seus clientes usavam o aplicativo com mais frequência em seus smartphones, criaram um logotipo que apareceria bem em uma tela pequena.

Ao aprender como criar um logotipo, tente pensar em funcionalidade a longo prazo. Você precisa de algo que você pode usar em uma variedade de mídias – mesmo que você não esteja usando essa mídia agora.

3 Não tenha medo de evoluir

Mesmo os melhores logotipos não duram para sempre. Assim como as tendências de design da web e as ideias de marketing, o design de logotipo evolui com os tempos, adaptando-se às preferências dos novos membros da audiência. Se você quiser se manter na frente dos consumidores mais relevantes e garantir que sua empresa permaneça o mais atualizada possível, então você precisa estar preparado para evoluir quando necessário.

Atualizar seu logotipo para atender às tendências mais recentes não significa necessariamente fazer mudanças drásticas. Na verdade, geralmente é uma boa ideia manter os elementos mais importantes do design de seu logotipo, para garantir um senso de consistência para seus clientes. Veja a decisão da Marriot de mudar seu logotipo para algo mais moderno. Embora eles mantivessem o estilo da icônica tipografia “M”, eles mudaram a cor para uma sensação atualizada.

4 Faça seu logotipo atemporal

Eu sei o que você está pensando. Como posso ser atemporal e flexível o suficiente para evoluir ao mesmo tempo? Como observamos no parágrafo acima, seu logotipo passará por uma atualização, mas isso não significa que você deva alterá-lo o tempo todo para avançar na última onda. Uma regra geral para tornar seu logotipo “atemporal” é evitar qualquer coisa na moda, pois as tendências não duram para sempre.

Mesmo se você estiver tentando atrair um novo público ou mudar sua personalidade, é importante manter um design limpo, atemporal e fácil de entender. Não há nada de errado em adaptar uma “sensação” moderna ao criar um logotipo da marca, mas não se apegue à última tendência.

5 Seja atraente

O que é visualmente impressionante para uma pessoa pode não ser tão atraente para outra. É por isso que é tão importante avaliar as preferências dos seus clientes antes de começar a criar um logotipo da marca.

Quando se trata de imagens, há algumas coisas que você deve ter em mente:

Significado: Nunca subestime o apelo do significado em um logotipo. Snapchat é um aplicativo de mídia social que permite aos usuários compartilhar fotos auto-apagáveis. Qual o melhor logotipo para esta empresa etérea do que um fantasma?

Uso de espaço negativo: O uso de espaço negativo em seu logotipo pode oferecer um apelo visual fantástico, pois pode criar uma imagem separada por conta própria. Por exemplo, todos conhecem a seta da FedEx e como isso aumenta o apelo da marca.

Tipografia ou fonte: assim como as cores, as fontes podem comunicar sua própria mensagem exclusiva. Por exemplo, “Nest”, uma empresa que fornece eficiência energética e produtos domésticos inteligentes, usa o “N” em sua fonte para criar uma porta para a casa em seu ícone.

É mais simples do que parece

Criar um logotipo é uma tarefa que exigirá muita cautela.

Tudo o que você precisa fazer é escolher algumas cores, uma imagem e uma forma, certo?

É claro que, quando você detalha os recursos que tornam os logotipos verdadeiramente memoráveis, você começa a descobrir que, embora qualquer pessoa possa criar um logotipo básico, poucas empresas podem criar algo eficaz, sem a ajuda certa.

Embora não haja nada de errado em criar algumas ideias de logotipo para ajudar você a criar sua própria imagem comercial exclusiva, tentar criar seu logotipo por conta própria pode ser um grande erro. Claro, isso significa que você evita o custo de um Estúdio de branding e design, mas também significa que você está evitando a experiência e a orientação deles também. Um pequeno investimento a curto prazo poderia facilmente poupar-lhe muito constrangimento e perder a longo prazo.

Mesmo se você acha que tem um bom olho para o design, ainda vale a pena consultar uma estúdio de branding e design. Afinal, esses especialistas sabem como criar um logotipo funcional – eles podem dizer de quais imagens você deve se afastar e quais cores podem ser prejudiciais ao apelo da marca, podem mostrar o impacto da sua marca no contexto de toda a imagem da empresa e garantir que você tome as decisões certas para atrair seu público-alvo.

Quer ter um logotipo para chamar de seu? Vem ser Roxo com a gente.

Imagem de abertura: Relatório Interbrand Best Global Brands 2018.

Veja também!

Branding + Design + Marketing + Web
Sua marca é o rebelde, o herói ou o amante? Descobrindo arquétipos da marca.

Existe sempre uma qualidade indescritível e atraente para as marcas mais queridas do mundo. Estamos apaixonados pela...

Existe sempre uma qualidade indescritível e atraent...

16 Mar. 2018 - por Adriano Frachetta
Branding
Naming em Branding: criando o nome perfeito pra sua marca, produto ou serviço.

Desde a antiguidade, o homem sentiu a necessidade de identificar a si próprio e os objetos, animais, lugares ou pess...

Desde a antiguidade, o homem sentiu a necessidade de...

13 Dec. 2017 - por Adriano Frachetta
Branding
Personalidade em Branding: Sua marca pensa, sente e fala.

Muitas empresas possuem uma marca, mas não sabem o que falar. Para ser ouvida a marca precisa pensar, sentir, falar...

Muitas empresas possuem uma marca, mas não sabem o...

13 Dec. 2017 - por Adriano Frachetta

© 2012-2018 Estúdio Roxo - Todos os direitos reservados.