Estúdio Roxo

A cor como estratégia de branding.

17 Fev. 2018
categoria Branding + Design

Quando você pensa em Coca-cola, qual cor que vem à mente? E quando você lembra do facebook? As marcas globais usam cores para criar reconhecimento. De acordo com um estudos, “A cor aumenta o reconhecimento da marca em até 80%”.

Da mesma forma que a Tiffany e o Mc Donald´s se beneficiam do poder da cor, você também pode. Em cada caso, a cor é o elemento predominante de identificação e associação com uma marca. A cor nos permite reconhecer e desenhar instantaneamente associações emocionais.

Uma estratégia de Branding eficaz deve considerar o significado da cor. A cor é muito mais do que uma simples consideração estética na hora de compor a identidade visual da marca. A cor é o primeiro ponto de contato que os consumidores terão com a sua empresa e, juntamente com a percepção, vem toda uma série de associações emocionais.

A cor é um dos pilares mais importantes na construção de uma identidade visual junto com, tipografia, pattern e perfil de imagem. Ao escolher uma cor para representar sua marca, você deve pensar muito além das suas preferências pessoais, é necessário buscar uma cor ou um conjunto de cores que represente a empresa, a mentalidade dela e que potencialize a apresentação de materiais institucionais e promocionais.

 

A cor e o cérebro

A percepção visual é o sentido primário que os seres humanos têm para explorar e dar sentido ao seu ambiente. As cores desencadeiam um conjunto diversificado de respostas dentro do córtex cerebral e em todo o sistema nervoso central. A percepção adequada da cor tem sido um dos principais impulsionadores da evolução humana. Se a cor é tão importante para a evolução humana,  imagina como é importante na hora construir o valor e a identidade visual da sua marca, para que ela esteja sempre presente na mente do consumidor / cliente.

Uma vez que nós humanos identificamos uma cor, instantaneamente temos uma reação química em nosso cérebro que produz uma resposta emocional. Esta resposta desencadeia uma infinidade de pensamentos, memórias e associações com pessoas, lugares e eventos. A cor nos afeta de maneira profunda. Nossos cérebros são projetados para responder às cores. Tudo isso acontece instantaneamente sob nossa consciência.

Ou seja, há um efeito fisiológico. Cores com longos comprimentos de onda (VERMELHO, por exemplo), tem resposta de reconhecimento mais rápida no cérebro. Enquanto as cores com comprimentos de onda mais curtos (AZUL) são mais calmantes e podem realmente diminuir o pulso, a respiração e a pressão sanguínea. Não é por acaso que uma marca de seguros como a Porto Seguros teria AZUL como a cor primária na sua identidade visual.

O mesmo acontece com as outras cores. O AMARELO, por ser o mais brilhante, chama a atenção com mais facilidade. É por isso que é usado nos sinais rodoviários e nas Páginas Amarelas. AMARELO é sobre atenção, até mesmo cautela, enquanto o VERMELHO representa poderosamente ação.

 

As cores transmitem um estado emocional

As cores nos afetam de muitas maneiras diferentes, mas todas as cores criam um estado de espírito específico em cada um – é chamado de humor. Fazer com que as pessoas estejam no modo mais receptivo é essencial para o engajamento com a sua marca. A cor configura o humor da expressão da marca e, o mais importante, cria associações mentais para o significado da sua marca no contexto do mundo em que vive.

A IBM tem um AZUL real, o que significa estabilidade e confiabilidade. O FedEx escolheu duas cores fortes (Laranja e ROXO), o que significa que algo importante foi entregue de forma confiável e digno de sua atenção. Compreende?

 

A cor na construção de uma identidade visual para uma linha de produtos.

A cor é fundamental para a identidade visual da sua marca em todas as suas expressões e execuções – logotipos, embalagens, produtos, ambientes e todas as formas de comunicação de marketing. A Apple transformou a forma como pensamos em computadores de mesa através do uso criativo da cor em seus modelos inovadores coloridos dos anos 90. Quem não se lembra, não é mesmo?

É surpreendente quando você olha para trás e vê o impacto profundo que esta pequena inovação teve em construir as bases do que a Apple se tornou hoje. Para marcas fortes e bem gerenciadas, a cor é mais do que uma escolha subjetiva – é uma estratégia.

 

Tiffany´s – A história por trás da cor mais icônica em uma identidade visual no mundo.

Você vê uma caixa azul turquesa e mesmo antes de ler o nome já sabe que é da Tiffany & Co., a mundialmente famosa empresa de joias da Cidade de Nova York, que se tornou um ícone de branding por conta do famoso “Azul Tiffany´s.

Que mulher não ficaria de pernas bambas diante de uma caixa azul da Tiffany, sabendo que dentro dela certamente tem algo divino? O clássico Tiffany Blue Box® simboliza uma empresa imersa em romance, luxo e qualidade.

Tão forte é a identidade da marca que a cor, o Tiffany Blue, está protegida como uma marca exclusiva da Tiffany & Co. A cor é o número 1837 no quadro do sistema de correspondência Pantone. Não está comercialmente disponível; Desde a apresentação de 1998 com o governo federal, a cor é marca registrada da empresa. A embalagem em que a cor aparece é também marca registrada, assim como a fita branca de cetim amarrada em torno da caixinha de presente mais cobiçado do mundo.

Tiffany & Co. Tornou-se os sonhos mais ambiciosos do mundo com suas jóias lendárias, assinadas pela caixa sinônimo de sofisticação atemporal e a cor é uma grande responsável por esse status. 80% de nossas experiências são filtradas através dos nossos olhos, as composições visuais são vitais para obter uma mensagem de sucesso. Mais do que texto ou forma, a cor que uma marca escolhe é o seu cartão de visita. A cor é um fator determinante, que controla nossa atenção e permite que as empresas estabeleçam uma identidade visual para a marca, construindo assim uma estratégia sólida de branding.

O famoso azul pode ter sido escolhido devido à popularidade da pedra preciosa turquesa em jóias do século XIX. Turquesa também foi uma das pedras preferidas das noivas vitorianas que davam a seus padrinhos um broche em forma de pomba com turquesa para serem lembradas. Em termos de psicologia da cor, turquesa representa a comunicação, a criatividade, é um pensamento moderno e avançado. A cor perfeita para uma marca pioneira como a Tiffany & Co.

Ao longo dos anos este azul tornou-se o Tiffany Blue Box® um ícone internacional que significa a excelência de todos os projetos da Tiffany & Co.. Eles conseguiram fazer isso mantendo o uso consistente de cores em todas as suas comunicações – caixas, sacolas de compras, publicidade e outros materiais promocionais.

O que as cores da sua empresa representam? Qual a importância delas na identidade visual da sua marca e para uma estratégia de branding? A resposta está aí.

 

Selecionando a cor certa para sua marca

Para transmitir uma idéia original, você precisa selecionar uma cor que se ajuste adequadamente ao seu posicionamento estratégico. Selecionar uma cor ou uma paleta de cores para sua marca deve representar o que seu público deseja emocionalmente, e a promessa da sua marca para realizar esses desejos.

Selecionar a cor apropriada para representar e diferenciar sua marca deve ser baseada em vários critérios. Aqui estão três dos mais importantes:

• O público alvo

Quem são essas pessoas, o que elas valorizam, que sentimentos elas precisam ter para se envolver com sua marca? Os consumidores são afetados pela cor de diferentes maneiras e as tendências culturais estão sempre em transição. Qual a cor que melhor ancora o significado do seu valor para o seu público e distingue sua marca da concorrência na categoria?

• O arquétipo da marca

Se você determinou o arquétipo apropriado para sua marca, qual cor melhor representa os atributos do arquétipo? Por exemplo, se o arquétipo da sua marca for o Explorador, você provavelmente considerará as cores que representam o espírito curioso e desbravador desse arquétipo, que amam liberdade, independência e auto-realização. A Land Rover, por exemplo, utiliza muito bem as cores MARROM e VERDE para reforçar essa ideia.

• A cultura

A cor significa coisas diferentes para as pessoas em diferentes partes do mundo, em diferentes culturas. Na maior parte do mundo, o branco representa a pureza, enquanto que em algumas regiões da Ásia é a cor do luto. As percepções e os significados das cores mudam com raça, idade, classe social, gênero e religião. A região e as crenças devem ser considerações importantes na seleção da cor que representa sua marca nos mercados que a marca atua.

Selecionar cores para representar sua marca nunca deve ser um exercício de moda, ou frieza, impulsionado pelos caprichos de um diretor ou o gosto pessoal do cônjuge do CEO. As cores escolhidas corretamente definem o valor da sua marca, fortalecem e apoiam o posicionamento, permitem uma maior conscientização e reconhecimento do cliente e distinguem sua marca entre suas alternativas. Escolher a cor certa nunca deve ser subestimado. A Roxo sabe muito bem sobre isso, que tal se render a nossa cor? Vem ser Roxo com a gente.

Veja também!

Branding + Marketing + Web
Amazon: 3 lições para aprender como ter uma marca de sucesso

A Amazon é uma das empresas mais reconhecidas no mundo, ocupando e servindo mais regiões globais do que qualquer ou...

A Amazon é uma das empresas mais reconhecidas no mu...

06 Aug. 2018 - por Adriano Frachetta
Branding + Design + Marketing
5 razões pelas quais é importante ter uma marca forte para sua empresa.

Muito mais que um logotipo memorável, uma boa estratégia de branding aumenta o valor de uma empresa, fornece aos fu...

Muito mais que um logotipo memorável, uma boa estra...

17 Feb. 2018 - por Adriano Frachetta
Branding + Design + Marketing
Os principais elementos na hora de criar a identidade visual da sua marca.

“Sua marca é o investimento mais importante que você pode fazer em sua empresa”, Steve Forbes.

Branding ...

“Sua marca é o investimento mais importante que v...

29 Aug. 2018 - por Adriano Frachetta

© 2012-2019 Estúdio Roxo - Todos os direitos reservados.