Estúdio Roxo

Rebranding: como ser inteligente e estratégico.

15 Fev. 2018
categoria Branding + Design

Há muitas razões pelas quais uma organização precisa de um rebranding, com os processos certos e a mentalidade certa, um rebranding pode ser essencial para o futuro da sua empresa. Identificar por que a empresa precisa de um reposicionamento ajuda a determinar o tipo de estratégia na hora do rebranding.

Para entender melhor a importância de uma marca bem posicionada leia: Posicionamento em Branding: os valores de uma marca a frente do negócio.

O rebranding pode redefinir toda a identidade visual da empresa ou simplesmente atualizá-la. As razões para um rebranding podem incluir uma fusão entre marcas ou representar os objetivos da empresa mudando em uma nova direção ou simplesmente a atualização de uma marca que já não se conecta com um público-alvo. Dependendo da mensagem que a empresa gostaria de passar, existem dois tipos de rebranding para focar:

Rebranding parcial: O rebranding parcial é sugerido para instituições sólidas no mercado, mas que precisam atualizar seus serviços ou identidade visual deles. Esta versão ajusta partes da marca para refletir um novo ponto focal, sejam novas ofertas de produtos ou um visual mais contemporâneo.

A marca Boticário é um ótimo exemplo neste caso, seu público está em constante evolução e a marca também deve acompanhar essas mudanças. Fundada em 1977, a empresa passou por diversas mudanças para acompanhar seu público, mas foi em 2011 que realmente estabeleceu sua posição no mercado de perfumaria e estética. Após inúmeras pesquisas de mercado o Grupo Boticário percebeu que a mulher contemporânea é independente e  ousada. Multitarefada, tem diversos compromissos em sua rotina (que envolve, trabalho, filhos, amigos, família e etc.) e por isso precisa de produtos práticos que acompanhem esse ritmo frenético. Por isso o atual logo é sofisticado e o Slogan (Beleza é o que a gente faz) reflete essa personalidade.

Rebranding Total: O rebranding total é necessário quando uma identidade precisa ser completamente repaginada. Este é frequentemente o caso quando duas empresas se fundem e sofrem mudanças críticas que podem incluir novos objetivos ou um foco diferente. O rebrand normalmente resulta em uma mudança de nome, novas mensagens e novas imagens. Um negócio pode determinar que uma rebrand total de transformação é necessária para se posicionar em uma nova direção. De qualquer forma, a marca sofre uma transformação da cabeça para os pés.

Aqui podemos citar o caso da LATAM, fusão das companhias aéreas LAN e TAM, marco na história da aviação, que pela primeira vez assume duas grandes marcas sob a mesma bandeira. O objetivo em comum partiu do compromisso de levar sonhos e pessoas cada vez mais longe e um longo processo de fusão das marcas, que durou 2 anos, terminou em 2016 com o lançamento oficial para todo o mercado.

 

Quando o Rebranding é realmente necessário?

O fator mais importante em uma rebranding é ter certeza que essa mudança é necessária. Considere quais são os motivos que estão por trás dessa decisão e prossiga  com cautela. Um rebranding precisa ter um propósito deliberado, com o objetivo de comunicar uma mensagem vinculada a objetivos específicos.

As razões erradas: Rebranding não deve ser uma reação aos baixos ciclos de vendas, ou uma tentativa de solução para a conscientização da marca ou esforços de marketing. Se o objetivo principal é um impulso de marketing para ajudar a criar buzz ou gerar leads, uma rebranding total definitivamente não deve ser a primeira opção. Isso pode realmente prejudicar o negócio, já que os esforços serão direcionados para evitar problemas reais. Ao invés de começar de novo com uma nova marca, procure formar uma campanha de marketing abrangente ligada aos objetivos comerciais, o que promoverá a conscientização da marca.

Os motivos corretos: uma marca deve refletir os valores, missão, mercado e finalidade da empresa. Portanto, um rebranding deve ajudar um negócio e se colocar em uma nova trilha para alcançar os novos planos. Se o logotipo, o slogan, a mensagem, o site, o mercado ou os serviços já não falam sobre a direção em que a empresa está focada, é provável que a saída seja um rebranding. Os clientes ideais reconhecerão o propósito e a direção da nova marca e, naturalmente, atrair negócios através de uma nova identidade e criatividade excepcional.

Lembre-se de que a chave para qualquer Branding ou rebranding é criar uma mensagem que fale honestamente com o público-alvo, mantendo-se fiel aos valores e direção que a empresa prevê para o crescimento futuro. Sua marca é seu ser. Faça valer a pena!

O Estúdio Roxo sabe muito bem sobre isso, que tal dar uma nova cor a sua empresa? Vem ser Roxo com a gente.

Veja também!

Branding + Marketing
Inovar é Valor Percebido

No Mundo VUCA (Volátil, Incerto, Complexo e Ambíguo) no qual vivemos, inovação não é mais um “item opcional...

No Mundo VUCA (Volátil, Incerto, Complexo e Ambígu...

11 Nov. 2019 - por Adriano Frachetta
Branding + Design
A importância da cor azul no branding

Se você perguntar a 100 pessoas qual é a sua cor favorita, o que você acha que elas diriam? Um estudo feito nos EU...

Se você perguntar a 100 pessoas qual é a sua cor f...

08 May. 2019 - por Adriano Frachetta
Branding + Design + Marketing
Arquitetura de marca: Criando clareza do caos

Sua empresa pode vender produtos diferentes ou oferecer um portfólio diferente de serviços que precisariam estar, d...

Sua empresa pode vender produtos diferentes ou ofere...

06 Oct. 2018 - por Adriano Frachetta

© 2012-2020 Estúdio Roxo - Todos os direitos reservados.