Estúdio Roxo

Usando o Storytelling para fortalecer sua marca

12 Fev. 2019
categoria Branding + Design + Marketing

O Storytelling é uma das formas mais poderosas para dar vida à sua marca e, sendo utilizada muitas vezes como uma das principais estratégias de branding para se apresentar conteúdo. Ao dar aos seus produtos e serviços uma identidade capturando e compartilhando histórias reais você pode levar seu público-alvo a uma jornada que eles desejam experimentar. Para que os consumidores formem uma conexão pessoal com sua marca, as histórias da empresa devem ser autênticas, criativas e inspiradoras.

O que é Storytelling

Storytelling é uma estratégia utilizada em branding para contar uma história e assim explorar o lado emocional da marca para gerar conexões mais profundas com seu público-alvo.

Contar histórias é uma arte antiga; seu poder é atemporal porque boas histórias sempre cativarão o público, seja qual for o meio. Em branding, os designers costumam contar histórias das marcas, tecendo narrativas para fazer os consumidores investirem suas emoções nas mensagens. Vitalmente o objetivo é ligar os usuários através de seus sentimentos, ao contrário de simplesmente descrever ofertas de um ponto de vista funcionalista.

À medida que aprendemos sobre o nosso mundo por meio de metáforas, e não por especificações de pontos, a narrativa é a melhor maneira de nos relacionarmos com o público. Contar histórias eficazes significa ir além de levar os usuários a investirem emocionalmente na marca, ajuda a mantê-los engajados depois de suas experiências, de modo que atribuem mais significado aos produtos/serviços.

Por que o Storytelling?

Contar histórias é como os humanos se comunicam uns com os outros, a maneira como entendemos informações complexas e como transmitimos nossas experiências para os outros. Por isso listamos 10 motivos do porque você deve adotar o storytelling em sua estratégia de marca:

1. Entregue experiência imersiva
Com uma história, você leva seu público a um nível mais profundo de compreensão. Você os faz pensar em sua marca de uma perspectiva única e verdadeira.

2. Faça sua marca única
As histórias tornam o seu conteúdo especial porque é tudo sobre você e sua experiência. Com histórias, os valores de sua marca podem ser efetivamente proliferados. Você pode fazer sua oferta de uma forma única para seu público-alvo.

3. Ilustre seus pontos claramente
A história ajuda você a apresentar melhor suas ofertas de marca ou mensagens. Através da história, há um fluxo adequado e elementos associativos para as pessoas amarrá-lo. Permita-os chegar em sua própria conclusão (esperançosamente, aquela que você deseja que eles cheguem) e assim tornar seu conteúdo mais convincente.

4. Crie gatilhos emocionais que tornam sua marca memorável
As pessoas se apegam facilmente a histórias que captam suas emoções e sentidos. Isso os faz pensar em suas próprias experiências pessoais, trazendo assim para casa sua mensagem. Isso torna você mais memorável, pois é mais compreensível em comparação com os fatos duros e frios.

5. Conecte-se com seu público
Quando você conta uma história, leva seus clientes para passear. Você se conecta com eles em um nível diferente do que apenas declarar os valores de sua marca. Você está mostrando a eles as necessidades que eles nem percebem. E isso indica que você entende o dilema deles e tem a solução certa para ajudá-los.

Ganhe clareza extrema

O primeiro passo para criar uma história é esclarecer sua visão sob os fatos. Pense na sua marca como um legado – o que você quer deixar para trás?

Quer você seja uma loja de meias ou uma empresa de tecnologia, uma história de marca (Storytelling) poderosa infunde uma sensação de propósito maior que está além do produto ou serviço oferecido.

Identificando histórias para contar

Histórias devem ser pessoais. Pense em como sua marca nasceu, o que o inspirou a criar a empresa e qual é sua missão pessoal. Mas, acima de tudo, pense sobre as necessidades da “audiência” ao fazê-lo.

A história deve ser convincente e muitas vezes factual. Embora seja importante contar sua própria história, as narrativas de clientes têm o maior impacto de longo prazo sobre as marcas. O cliente deve ser o personagem principal, com sua empresa servindo como o personagem de apoio que oferece ferramentas para ajudá-los a criar resoluções bem-sucedidas.

Por exemplo, se você patrocinar uma campanha para comprar novos equipamentos de playground para um centro comunitário, a história deve se concentrar no motivo pelo qual o equipamento é necessário e quem se beneficia dele. Concentre-se em um ou dois destinatários, ilustrando o que a doação significa para suas vidas. O elogio deve sempre vir de outra pessoa, na forma de uma citação, não de um porta-voz da empresa.

Testemunhos podem ser sua arma mais poderosa na construção da lealdade do cliente, se forem contados da maneira correta. Um depoimento simples de um cliente pode ser esquecido ao longo do tempo, mas uma história que se aprofunda na vida pessoal e nos desafios, por exemplo, narrar o tempo que um funcionário leva para resolver o problema e ilustrar o resultado positivo alcançado , certamente ficará por muito tempo na mente dos leitores.

Técnicas de Storytelling podem dar credibilidade e personalidade a marcas grandes e pequenas.

Você pode criar relacionamentos mais significativos com os clientes destacando as pessoas por trás da marca, criando um tom de voz distinto em todos os canais ou usando o histórico da marca para ampliar a riqueza e a autenticidade de sua história.

Como a Burberry redefiniu o Storytelling

Em 2016, como parte das comemorações do 160º aniversário da marca, foi pensado uma maneira poderosa para a Burberry reforçar sua diferenciação de marca e seu status de patrimônio da moda britânica.

A grande escala e orçamento é apenas um elemento do que torna esta peça tão incrivelmente poderosa e comovente. O que é mais atraente é a história. Como todas as grandes marcas modernas, a Burberry não está vendendo um trench coat, mas algo muito maior – eles estão vendendo a história por trás de se pattern icônico.

O épico arrebatador de um comercial abrange as lutas, fracassos, amores e traições do gênio que é esse personagem, Thomas Burberry. Em 3 minutos e 36 segundos, a marca usa música, altas apostas e tensão dramática para nos levar a essa história, para que possamos ansiar por um pedaço deste mundo. Não queremos comprar um casaco depois de assistir a este trailer – queremos comprar um pedaço da genialidade e da história da Burberry.

A Burberry poderia facilmente ter relatado a história da empresa, mas apenas entregar fatos não tem o poder da história. Um público não conseguirá se lembrar desses fatos e não necessariamente se inspirará para fazer qualquer coisa com as informações. A história é diferente. A história tem o poder de influenciar o comportamento.

O Storytelling não é uma tendência. Contar histórias é como estamos conectados. Quer estejamos falando para um público de um ou um milhão, a história é o que cria conexão, credibilidade e humanidade. Contar histórias é uma das formas mais poderosas e subutilizadas de comunicação nos negócios. A Burberry criou um épico com sua narrativa. Qual é a sua história e como você vai contar?

Vem ser Roxo com a gente.

Veja também!

Branding + Marketing
Como criar uma estratégia de Branding: Usando como referência uma Barbearia 2/4

Além de bacia, cadeira, tesoura e navalha, o novo conceito de barbearia vem oferecendo cerveja, entretenimento adult...

Além de bacia, cadeira, tesoura e navalha, o novo c...

02 May. 2019 - por Adriano Frachetta
Branding + Marketing + Web
Branding: de onde vêm as ideias para criação e inovação.

De onde as ideias vêm? Como as empresas criam o máximo de ideias possíveis? Três quartos das ideias não se origi...

De onde as ideias vêm? Como as empresas criam o má...

03 Aug. 2019 - por Adriano Frachetta
Branding + Marketing + Web
O futuro é fluido: por dentro das marcas mutantes

Seja uma startup do Vale do Silício ou uma padaria familiar, uma empresa que passa por um rebranding de marca alavan...

Seja uma startup do Vale do Silício ou uma padaria ...

06 Aug. 2018 - por Adriano Frachetta

© 2012-2020 Estúdio Roxo - Todos os direitos reservados.